Análise de Índices Financeiros: Estudo de Caso do Sport Club Corinthians Paulista no Período de 2008 a 2013

Adriano dos Reis Lucente, Pedro Ernesto Ruiz Bressan

Resumo


Nas últimas décadas, os clubes de futebol passaram a entender que precisam se preocupar com os aspectos relacionados à sua estrutura de capital e a liquidez visando gerir os recursos de forma eficiente para obter a maximização dos resultados financeiros. Este estudo teve como objetivos principais identificar e analisar os indicadores financeiros do Sport Club Corinthians Paulista no período de 2008 a 2013 visando a caracterização de sua situação financeira. Os resultados do estudo mostraram que apesar de possuir alto grau de endividamento e baixo grau de solvência no período, o Sport Club Corinthians Paulista apresentou melhorias nos índices de Composição do Endividamento e Liquidez Geral, consequências da adoção de financiamentos de longo prazo.

Palavras-chave


Clubes de futebol; Índices financeiros; Análise de balanços

Referências


ASSAF NETO, A. (2006). Estrutura e análise de balanços: um enfoque econômico-financeiro. (8ed). São Paulo: Atlas.

ASSAF NETO, A. (2010). Finanças corporativas e valor. (5ed). São Paulo: Atlas.

Azevedo, C. M., Rodrigues, M. C., Gonçalves, M. C., Ferreira, R. L. G. S., Pena, H. W. A. (2011). Os índices econômico-financeiros como instrumento de análise financeira das demonstrações contábeis

da empresa Petrobrás, Brasil. Observatorio de la Economía Latinoamericana, (160). Recuperado em 03 abril, 2014, de

http://www.eumed.net/cursecon/ecolat/br/

Bonoma, T. V. (1985). Case research in marketing: opportunities, problems, and a process. Journal of Marketing Research, 22, 199-208.

BOYD, W. & STASCH, S.F. (1985). Marketing research: text and cases. Illinois: Richard D. Irwin, Inc.

BRIGHAM, E.F. & EHRHARDT, M.C. (2012). Administração financeira: teoria e prática. São Paulo: Cengage Learning.

Brunoro, J. C. & Afif, A. (1997). Futebol 100% profissional. São Paulo: Gente.

BRYMAN, A. (1989). Research methods and organization studies. London: Uniwin Hyman.

Carvalho, M. M. & Laurindo, F. J. B. (2003). Estratégias para competitividade. São Paulo: Futura.

Costa, M. R., Florenzano, J. P., Quintilho, E., D’Allevedo, S. C., Santos, M. A. S. (1999). Futebol: espetáculo do século. São Paulo: Musa.

Franco, H. (1989). Estrutura, análise e interpretação de balanços: de acordo com a nova lei das S/A, Lei 6.404 de 15/12/76. São Paulo:

Atlas.

Gil, A. C. (1996). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas.

Gitman, L. J. (2002). Princípios de administração financeira. São Paulo: Harbra.

Godoy, A. S. (1995). Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, 35(3), 20-29.

Gonçalves, J. C. S. & Carvalho, C. A. (2006). A mercantilização do futebol brasileiro: instrumentos, avanços e resistências. Cadernos EBAPE.BR, 4(2).

Recuperado em 01 abril, 2014, de http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/caderno sebape/article/view/4970.

Groppelli, A. A. & Nikbakht, E. (2002).

Administração financeira. São Paulo: Saraiva.

Lazzarini, S. G. (1997). Estudos de caso para fins de pesquisa: aplicabilidade e limitações do método.

In Farina, E.M.M.Q. (Coord.). Estudos de caso em agribusiness. São Paulo: Pioneira.

Marion, J. C. (2007). Contabilidade empresarial.

São Paulo: Atlas. Marques, D. S. P. (2014). Administração de clubes

de futebol profissional: proposta de um modelo específico de governança para o setor. Tese de Doutorado, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo,

Ribeirão Preto, São Paulo, Brasil.

Matarazzo, D. C. (2010). Análise financeira de balanços: abordagem gerencial. São Paulo: Atlas.

Pinheiro, J. L. (2009). Mercado de capitais: fundamentos e técnicas. São Paulo: Atlas.

Reis, A. C. R. (2003). Demonstrações Contábeis: estrutura e análise. São Paulo: Saraiva.

Rodrigues, M. S. & Silva, R. C. (2009). A estrutura empresarial nos clubes de futebol. Revista Organizações & Sociedade, 16(48).

Santos, A. F. & Greuel, M. A. (2010). Análise da

gestão financeira e econômica dos clubes brasileiros de futebol: uma aplicação da análise das componentes principais. Anais do XIII SemeAd – Seminários em Administração, São Paulo, SP,

Brasil.

Silva, J. A. F. & Carvalho, F. A. A. (2009). Evidenciação e desempenho em organizações desportivas: um estudo empírico sobre clubes de futebol. Revista de Contabilidade e Organizações –

RCO, 3(6), 96-116.

Strauss, A. & Corbin, J. (1990). Basics of qualitative research. Grounded Theory Procedures and Techniques. USA: Sage Publications.

Szuster, F. R. (2004). As demonstrações do resultado dos clubes brasileiros de futebol de 2002: uma análise comparativa da desinformação. Pensar Contábil: Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro, (22). Recuperado em 03

abril, 2014, de http://webserver.crcrj.org.br/asscom/Pensarcontabil

/revistaspdf/revista%2022.pdf.

Teles, B. A. W. & Amorim, M. R. L. (2013).

Gestão de Mudança: superando dificuldades na implantação dos Sistemas de Informação nas organizações. Anais do X SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 2013, Resende,

RJ, Brasil.

Triviños, A. N. S. (1990). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.

Yin, R. K. (1994). Case study research. Design and Methods. USA: Sage Publications.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000