Marketing Esportivo em um Grupo Fabricante de Componentes Elétricos

Rafael Martins Ferreira, Mirna de Lima Medeiros

Resumo


O Marketing Esportivo tem se tornado um importante campo de estudos e investimentos dentro do Marketing. No Brasil o tema ganha força devido ao fato do país ter sediado a Copa do Mundo de 2014, e estar se preparando para as Olimpíadas de 2016. Em geral, o marketing esportivo tem se inserido dentro de empresas como parte da estratégia para consolidação de uma marca. Assim, a presente pesquisa teve por objetivo analisar o Marketing Esportivo enquanto estratégia empresarial, verificando as percepções dos consumidores e dos gestores de uma empresa que utiliza tal ferramenta (Grupo Intelli). Pressupõe-se que este poderia auxiliar na consolidação de uma marca empresarial. Trata-se de uma pesquisa exploratória, fundamentada em uma revisão bibliográfica e estudo de caso único.  Nesse foi aplicado um questionário alocado no googledocs e difundido por meio do facebook. Qualquer pessoa que tivesse acesso ao link poderia responder, assim teve-se uma amostra não probabilística, decorrente dos compartilhamentos realizados pelos autores da pesquisa e de seus contatos. Foram obtidas 126 respostas válidas. Os resultados obtidos, juntamente ao referencial teórico, apontam que o marketing esportivo pode ser considerado uma estratégia interessante para a consolidação de uma marca empresarial, uma vez que proporciona a veiculação da imagem da empresa em um momento de descontração do público.


Palavras-chave


Marketing Esportivo; Patrocínio; Marca; Intelli.

Referências


Aidar, A. C. K., Leoncini, M. P., & Oliveira, J. J. (2000). A nova gestão do futebol. Rio de Janeiro: Editora FGV.

Bertoldo, C. P. (2000). Marketing esportivo: o esporte nas estratégias empresariais. São Paulo: Umesp.

Beting, E. (2006).Rafael Plastina. Recuperado em fevereiro, 2014, de http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/entrevista-rafael-plastina_33.html

Dionísio, P., Carmo, L., & Moutinho, L. (2008). Fandom affiliation and tribal behaviour: a sportsmarketing application.Qualitative Market Research: An International Journal, 11 (1), 17 – 39.

Kotler, P, & Keller, K. (2012). Administração de Marketing. 14. ed. Prentice Hall Brasil.

Fagundes, A. F. A., Veigas, R. T., Sampaio, D. O., & Sousa, C. V. (2012). A publicação acadêmica de marketing esportivo no Brasil. REMark – Revista Brasileira de Marketing, 11 (2), 94-119, maio/ago.

Intelli (2013). História de sucesso. Recuperado em agosto, 2013, de http://www.grupointelli.com.br/hist.php

Intelli (2014). Informativo Grupo Intelli. Recuperado em outubro, 2014, de http://www.grupointelli.com.br/info/informativo02/

Leoncini, M. P., & Silva, M. T. (2005). Entendendo o futebol como um negócio: um estudo exploratório. Gestão & Produção, 12 (1), 11-23.

Lordello, V. (2013). Patrocínio esportivo no Brasil já atinge R$3 bi/ano. Recuperado em agosto, 2013, dehttp://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/esporte-executivo/2013/08/23/patrocinio-esportivo-no-brasil-ja-atinge-r-3-biano/

Melo Neto, F.P. (2013).Marketing Esportivo. Rio de Janeiro: BestSeller.

Morgan M.J, & Summers J. (2008). Marketing Esportivo. São Paulo: Thomson Learning.

Motta, N. (1998).Confissões de um torcedor: Quatro copas e uma paixão. Rio de Janeiro: Objetiva.

Pozzi, L. F. (1998).A grande jogada: teoria e prática de marketing esportivo. São Paulo: Globo.

Pitts, B.G., & Stotlar, D. K. (2007). Fundamentals of sport marketing. F.I.T. Publishers.

Proni, M. W. (1998). Marketing e Organização Esportiva: elementos para uma história recente do esporte-espetáculo. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, 1(1), 82-94.

Rein, I., Kotler, P., & Shields, B. (2006).Marketing Esportivo. Porto Alegre: Bookman.

Rocco Junior, A.J. (2012). Marketing e Gestão do Esporte. São Paulo: Atlas.

Shilbury, D., Quick, S., Westerbeek, H. (2003). Strategic sports marketing. Australia: Allen & Unwin.

Simões, K. (2013).Marketing Esportivo é um mercado de ouro.Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, maio.Recuperado em junho, 2014, de http://revistapegn.globo.com/Revista/Common/0,,EMI125206-17171-1,00-MARKETING+ESPORTIVO+E+UM+MERCADO+DE+OURO.html

Sheth, J. M, Mittal, B, & Neeman, B. I. (2011). Comportamento do cliente: indo além do comportamento do consumidor. São Paulo: Atlas.

Soares, M. L. (2007). A miopia do marketing esportivo dos clubes de futebol no Brasil: a proposta de um modelo de gestão de marketing esportivo para os clubes brasileiros. (Tese de doutorado). São Paulo: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Stewart, R. and Smith, A. (1997). Sports watching in Australian: a theoretical and empirical overview.Advanced Sports Management in Australia and New Zeeland, paper presented at SMAANZ Annual Conference Proceedings, Auckland.

Tapp, A. (2004). The loyalty of football fans – we’ll support you evermore?.Journal of Database Marketing & Customer Strategy Management, 11 (3), 203-216.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.