Valor Cultural e Ético do “Espetáculo Esportivo” na Grécia Antiga

Raoni Perrucci Toledo Machado

Resumo


Na Grécia Antiga, as praticas atléticas, antes mesmo de ser um objeto pedagógico, foi uma forma de produção cultural, e tinham nos Jogos Públicos sua principal forma de transmissão para toda aquela sociedade. Possuíam caráter sagrado e buscavam celebrar a honra dos deuses. Com o tempo, os Jogos realizados em Olímpia foram crescendo em importância, chegando a ser o acontecimento central de toda a cultura grega, interrompiam-se as guerras e uma multidão se dirigia para lá para apreciar os Jogos Olímpicos. Eram nestas ocasiões que se conheciam os novos heróis, o momento em que o homem chegava mais perto dos deuses, buscando sua transcendência. Com o tempo, os valores inerentes a cada grupo social vão se transformando, o que não foi diferente na Grécia, a condição religiosa foi sendo suplantada pelo espetáculo realizado por atletas profissionais, atingindo seu auge logo após o início do domínio romano. Este trabalho tem como objetivo fazer uma breve reflexão deste quadro, apoiado principalmente na mitologia que o sustenta.

DOI: 10.5585/podium.v1i1.15


Palavras-chave


História; Mitologia; Jogos Olímpicos.

Referências


Barrow, H. M., & Brown, J. P. (1988). Man and movement - principies of physical education. Philadelphia, Leo &Febiger.

Brandão, J. (1998). Mitologia grega v.iii. Petrópolis, Vozes.

Cabral, L. A. M. (2004). Os jogos olímpicos na grécia antiga.São Paulo, Odysseus.

Cabral, L. A. M. (trad.). (2004b). O hino homérico a Apolo. Campinas: Editora da Unicamp.

Campbell, J. (1997). As transformações do mito através do tempo. São Paulo, Cultura.

Christopoulos, G. A. (2003). The Olympic Games in ancient Greece. Athens:Ekdotikeathenon.

Dien, C. (1966). Historia de los deportes. Barcelona: Luis de Caralt, V.1.

Durantez, C. (1979). Olímpia e los Juegos Olímpicos antiguos. Delegacion nacional de Educacion Física e Deportes, Comitê Olímpico Espanhol.

Ferreira Santos, M. (2004). A sacralidade do texto em culturas orais. Dialogo: Revista do ensino religioso. V.9, n.35, p. 14-18.

Franciscato, C. R. (trad.). (2003). Eurípedes – héracles. São Paulo: Palas athenas.

Jaeger, W. (2003). Paidéia: a formação do homem grego. 4ed. São Paulo, Martins Fontes.

Heródoto. (2001). História. São Paulo, Ediouro.

Menard, R. (1991a). Mitologia greco-romana v.i. São Paulo, Opus.

Menard, R. (1991b). Mitologia greco-romana v.ii. São Paulo, Opus.

Menard, R. (1991c). Mitologia greco-romana v.iii. São paulo, opu.

Munguia, S. S.(1992). Los Juegos Olimpicos, educacioón, deporte, mitologia y fiestas em la Antigua Grecia. Madrid, Anaya.

Otto, W. F. (2005). Os deuses da Grécia.São Paulo, Odysseus.

Reese, A. C., &Rickerson, I. V. (2000). Ancient Greek women athletes.Athens: Ideotheatron.

Thompson, J. B. (2000). Ideologia e culturamoderna.Petrópolis, Vozes.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.