Uma Análise da Gestão de Pessoas nas Organizações que Atuam no Esporte Brasileiro: Estudo de Caso sobre um Clube Paulista de Voleibol

Anna Carolina Pedroso de Souza Lima, Leandro Carlos Mazzei, André Lucirton Costa

Resumo


Em todo e qualquer mercado, o desempenho humano representa uma variável presente em todos os âmbitos da gestão, uma vez que todas as atividades são realizadas por um indivíduo. Para que a gestão de pessoas seja bem feita, existem inúmeros conceitos teóricos que podem embasar a forma como uma empresa se relaciona com seus empregados. No esporte brasileiro, a gestão ainda é deficiente, problema que vem se modificando ao longo do tempo, mas continua existindo perceptivelmente, sobretudo se comparado à gestão esportiva em outros países. Em meio a esta problemática, o voleibol assume um papel de referência no meio esportivo devido à gestão estruturada de suas atividades. Tendo em vista o desempenho da gestão da modalidade, este trabalho visou verificar como um clube de voleibol administra a mão-de-obra que utiliza através de uma pesquisa exploratória de caráter qualitativo, em que o objeto de estudo foi um clube do Estado de São Paulo que compete nos principais campeonatos do país, como, por exemplo, a Super Liga Brasileira de Voleibol. Os dados foram obtidos através de entrevistas semi-estruturadas com alguns colaboradores e gestores do clube, da observação direta, além de dados secundários obtidos em web sites e outros documentos. Como resultado, foi possível verificar como a entidade esportiva gere o capital humano mesmo sem que haja um departamento de recursos humanos em seu organograma, analisando a presença de fundamentos teóricos e o desempenho do clube nessa área da administração, a gestão de pessoas.

DOI: 10.5585/podium.v1i2.32


Palavras-chave


Gestão do Esporte; Gestão de Pessoas; Recursos Humanos; Voleibol.

Referências


Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Bojikian, J. C. M., & Bojikian, L. P. (2008). Ensinando voleibol. São Paulo: Phorte.

Carreiro, E. A. (2007). Gestão da educação física e esporte. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Chelladurai, P. (2009). Managing organizations for sport and physical activity : a systems perspective. Scottsdale, Ariz.: Holcomb Hathaway.

Chiavenato, I. (2010). Gestão de pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier : Campus.

Dessler, G. (2001). Management, leading people and organizations in the 21st century. P. Hall, Ed. Upper Saddle River, N.J.

García Parejo, S., & García Sánchez, E. (2007). Los recursos humanos aplicados a la gestión deportiva. Barcelona: INDE Publicaciones.

Hair Jr., J. F., Babin, B., Money, A. H., Samouel, P., & Ribeiro, L. B. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman.

Mazzei, L. C., & Bastos, F. da C. (2012). Gestão do Esporte No Brasil: Desafios e Perspectivas. São Paulo: Ícone Editora.

Milkovich, G. T., & Boudreau, J. W. (2000). Administração de recursos humanos. São Paulo: Editora Atlas.

Soucie, D. (2002). Administración, organización y gestión deportiva. Barcelona: INDE.

Toledo, R. (2006). Gestão de esporte universitário uma importante estratégia de marketing para as universidades. São Paulo: Aleph.

Vergara, S. C. (2010). Métodos de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Vinícius Mocsányi, & Flávia da Cunha Bastos. (2005). Gestão de pessoas na administração esportiva: considerações sobre os principais processos. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, 4(4), 55–69.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000