Esporte e Modernidade no Rio de Janeiro e Salvador: Um Estudo Comparado

Coriolano Pereira da Rocha Junior

Resumo


Este estudo teve por objetivo analisar comparativamente a relação entre a construção de projetos de modernidade e a conformação do campo esportivo no Rio de Janeiro e em Salvador, no âmbito dos governos Pereira Passos (1902-1906) e J. J. Seabra (1912-1916), respectivamente. Estabeleceram-se as seguintes questões a investigar: como essas cidades mobilizaram o esporte nos seus projetos de intervenção? Qual o impacto da experiência esportiva nas duas cidades? A investigação justifica-se por se tratar de duas cidades, historicamente, importantes para o país, bem como pela ausência de estudos correlatos. A análise comparada é, pois, o aspecto mais original deste texto. Para o alcance do objetivo, como fontes para investigar o caso de Salvador, examinamos jornais de circulação diária, como também algumas revistas. Como conclusão, identificamos que no Rio de Janeiro o campo esportivo desenvolveu-se em ampla relação com o processo de modernização, enquanto na Bahia essa relação foi menos significativa, implicando menor desenvolvimento esportivo.

DOI: 10.5585/podium.v2i1.38


Palavras-chave


Modernidade; Esporte; Rio de Janeiro; Bahia.

Referências


Albuquerque,W. R. S. (1996). Deuses e heróis nas ruas da Bahia: identidade cultural na Primeira República. Revista Afro-Ásia,(18), 103-124.

Berman, M. (2007). Tudo o que é sólido desmancha no ar. São Paulo: Companhia das Letras.

Burke, P. (2005). O que é história cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Carvalho, J.M. (2009). Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras.

Costa, A.M. & Schwarcz, L.M. (2000). 1890-1914: no tempo das certezas. São Paulo: Companhia das Letras.

Gama, M. (1923). Como os “sports” se iniciaram e progrediram na Bahia. In: Diário oficial do Estado da Bahia, Edição Especial do Centenário. Salvador: [s.n].

Gunning, T. (2004) O retrato do corpo humano: a fotografia, os detetives e os primórdios do cinema. In: L. Charney & V.R. Schwartz. (Orgs.). O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac & Naify.

Kumar, K. Verbete Modernidade. In: W. Outhwaite & Bottomore, T. Dicionário do pensamento social do século XX. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Leal, G.C. (2002). Perfis urbanos da Bahia: os bondes, a demolição da Sé, o futebol e os gallegos. Salvador: Gráfica Santa Helena.

Leite, R.C.N. (1996). E a Bahia civiliza-se... ideais de civilização e cenas de anti-civilidade em um contexto de modernização urbana 1912-1916. Dissertação de mestrado em História, , Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, Brasil.

Leite, R.C.N. (2005). A Rainha destronada: discursos das elites sobre as grandezas e os infortúnios da Bahia nas primeiras décadas republicanas. Tese de doutorado em História Social. PUC-SP, São Paulo, SP, Brasil.

Melo, V.A. (2001). CidadeSportiva: primórdios do esporte no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Relume-Dumará: FAPERJ.

Melo, V.A. (2007a). Dicionário do esporte no Brasil: do século XIX ao início do século XX. Campinas: Decania do CCS-UFRJ.

Melo, V.A. (2007b). (Org.). História comparada do esporte. Rio de Janeiro: Shape.

Melo, V.A. (2009). Corpos, bicicletas e automóveis: outros esportes na transição dos séculos XIX e XX. In: M.D. Priore & V.A. Melo (Orgs). História do esporte no Brasil: do império aos dias atuais. São Paulo: UNESP.

Needell, J.D. (1993). Belle Époque tropical: sociedade e cultura de elite no Rio de Janeiro na virada do século. São Paulo: Companhia das Letras.

Risério, A.(2004). Uma história da cidade da Bahia. Rio de Janeiro: Versal.

Schetino, A. Do tour de France ao velódromo nacional: o ciclismo em Paris e no Rio de Janeiro na transição dos séculos XIX e XX. In: V.A. Melo, (Org.). História comparada do esporte. Rio de Janeiro: Shape.

Sevcenko, N. (2003) Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na primeira República. São Paulo: Companhia das Letras.

Sevcenko, N. (2008). (Org). História da vida privada no Brasil 3. São Paulo: Companhia das Letras.

Singer, B.(2004). Modernidade, hiperestímulo e o início do sensacionalismo popular. In:L. Charney, V.R. Schwartz (Orgs.). O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac & Naify.

Theml,N. & Bustamante, R. (2007) História comparada: olhares plurais. Revista de História Comparada, 1 (1),1-23.

Theml,N. & Holt, R. O corpo trabalhado – ginastas e esportistas no século XIX. In: A.Corbin (dir.). História do corpo: 2. da revolução à Grande Guerra. Petrópolis: Vozes.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.