Responsabilidade Social Corporativa no Futebol do Brasil: Estudos de Caso com as Equipes do Campeonato Brasileiro Série A.

Felipe Ferreira de Lara

Resumo


O reconhecimento do esporte como um meio de socialização e inclusão social pode ser observado pelo grande número de projetos esportivos destinados aos jovens das classes populares. Parte-se do pressuposto de que, como as crianças e jovens gostam do esporte, irão através desta pratica participar e se manter nos projetos existentes que terão como objetivo desenvolver valores positivos nesses indivíduos. O futebol é a principal atividade esportiva conhecida e praticada no Brasil, assim clubes desta modalidade são um importante veículo de identificação para os jovens. Se o clube de futebol está envolvido na comunidade, acaba por fazer parte e desenvolver uma força direcionadora no ambiente o qual está inserido. Desse modo, a pesquisa parte de um estudo exploratório sobre as ações de responsabilidade social nos clubes da série A do Campeonato Brasileiro de Futebol. O envolvimento social desses clubes se caracteriza pelo foco na inserção da comunidade adjacente à sede do clube, ao trabalho voluntário e à educação, todos com o foco no jovem. No entanto, essas ações identificadas ainda se restringem a uma caracterização de brevidade e fragmentação.

Palavras-chave


Responsabilidade social corporativa; Futebol; Gestão do esporte.

Referências


Bacha, M., & Souza, R. (2010). Proposta de segmentação para torcedores de futebol baseada em atitudes com relação a patrocínio em marketing esportivo. In: Seminário em Administração (13) São Paulo, disponível em: http://www.ead.fea.usp.br/semead/13semead/resultado/trabalhospdf/481.pdf. (acessado em 07/07/2012).

Conceição, S., Dourado, G., Baqueiro, A., Freire, S., & Brito, P. (2011). Fatores determinantes no disclosure em responsabilidade social corporativa (rsc): um estudo qualitativo e quantitativo com empresas listadas na Bovespa. Gestão & Produção, 18 (3), 461-472.

Correia, M. (2008). Projetos sociais em educação física, esporte e lazer: reflexões e considerações para uma gestão socialmente comprometida. Arquivos em Movimento, 4 (1), 114-127.

Elkington, J. (1998). Cannibals with forks – the triple bottom line of 21st century business. New Society Publishers.

Filizoz, B., & Fisne, M. (2011). Corporate Social Responsibility: a study of striking corporate social responsibility practices in sport management. Procedia - Social and Behavioral Sciences, 24, 1405-1417.

Gil, A. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, SP: Atlas.

Inoue, Y., & Kent, A. (2012). Investigating the role of corporate credibility in corporate social marketing: a case study of environmental initiatives by professional sport organizations. Sport Management Review, 15, 330–344.

Kellison, T., & Mondello, M. (2012). Organisational perception management in sport: The use of corporate pro-environmental behaviour for desired facility referenda outcomes. Sport Management Review, 15, 500–512.

Leoncini, M., & Silva, M. (2005). Entendendo o futebol como um negócio: um estudo exploratório. Gestão & Produção, 12 (1), 11-23.

Rosca, V. (2011). Corporate social responsibility in english football: history and present. Management & Marketing, 6 (2), 327-346.

Salamon, L., & Anheier, H. (1992). In Search of the Non-Profit Sector. I: The Question of Definitions. Voluntas, 3 (2), 125-151.

Skinner, J., Zakus, D., & Cowell, J. (2008). Development through sport: building social capital in disadvantaged communities. Sport Management Review, 11, 253-275.

Smith, A., & Westerbeek, H. (2007). Sport as a vehicle for deploying corporate social responsibility. Journal of Corporate Citizenship, 25, 43-54.

Souza, D., & Mezzadri, F. (2009). Adesão e Aderência da Criança à Atividade Física Regular: Apontamentos para Políticas Públicas. Revista da Educação Física, 20 (3), 441-452.

Verardi, C., & De Marco, A. (2008). Iniciação Esportiva: A Influência de Pais, Professores e Técnicos. Arquivos em Movimento, 4 (2), 102-123.

Vianna, J., & Lovisolo, H. (2011). A inclusão social através do esporte: a percepção dos educadores. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 25 (2), 285-96.

Walker, M., & Parent, M. (2010). Toward an integrated framework of corporate social responsibility, responsiveness, and citizenship in sport. Sport Management Review, 13, 198-213.

Walker, M., & Heere, B. (2011). Consumer attitudes toward responsible entities in sport (cares): scale development and model testing. Sport Management Review, 14, 153-166.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.