Marca e Imagem de um País: Considerações sobre a Copa do Mundo de 2014 e a Promoção do Brasil.

Marco Antonio Ocke

Resumo


O marketing de lugares com foco na promoção da imagem de cidades, estados e países enfoca a utilização das atividades de marketing como forma de contribuir com o desenvolvimento socioeconômico da região captando recursos e investimentos através da construção de uma imagem forte e a conseqüente atração de seus públicos de interesse. Como metodologia, o artigo parte de uma revisão da literatura da gestão de imagem e marca-país, passando pelo estudo de casos das Copas do Mundo de Futebol da FIFA de 2006 na Alemanha e de 2010 na África do Sul e apresenta, através de dados secundários, a opinião de brasileiros e estrangeiros sobre a imagem atual do Brasil e sua capacidade de organizar Copa do Mundo de Futebol de 2014. Dentro deste escopo, o artigo propõe a discussão e considerações acerca dos possíveis cenários a partir da realização deste megaevento esportivo com foco na promoção da imagem do Brasil.

DOI: 10.5585/podium.v2i2.55


Palavras-chave


Marketing de Lugares; Imagem; Marca-País; Copa do Mundo de Futebol da FIFA.

Referências


Aaker, D. (1991). Managing brand equity. New York : Free Press.

Alegi. P., Bolsmann, C. (2011). South Africa and the global game: introduction. Soccer & Society. Vol. 11. Num 2, p. 3-5.

Alfonso. L. P. (2006). Embratur: formadora de imagens da nação brasileira. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) Universidade Estadual de Campinas- Unicamp.

Anholt, S. (2003). Branding places and nations . In: R. Clifton and D. Simmons (eds.) Brands and Branding. Princeton, NJ: Bloomberg.

Balakrishnan, M; Kerr, G. (2012). Challenges in managing place brands: The case of Sydney. Place Branding and Public Diplomacy. Vol.8, pp.6-16.

Bignami, R. (2002). A Imagem do Brasil no Turismo. São Paulo, Aleph.

Billig, M. (1995). Banal Nationalism, London: Sage Publications.

Dinnie, K. (2007). Nation Branding: Concepts, Issues, Practice. Butterworth-Heinemann.

Diniz. L., Coura, K. (2012). O Brasil aos Olhos do Mundo. Revista VEJA. Ed. Abril. Ed. 2250. Ano 45. Num 1.

Freitas, C. (2011). A Copa é Agora. Revista VEJA. Ed. Abril. Ed. 2227. Ano 44. Num 30.

Gastaldo, E. L. (2004). Copa do Mundo no Brasil: a dimensão histórica de um produto midiático. In: Comunicação e Sociedade. Ano 25, (41): São Bernardo do Campo, UMESP, 1º sem.

Gertner, D; Kotler, P. (2002). Country as brand, product, and beyond: A place marketing and brand management perspective. Brand Management Vol. 9, Num. 4, pp. 249–261.

Gertner, D; Kotler, P.(2004). O Estratégico Marketing de Lugares. HSM Management N. 44.

Giraldi, M. E. J; Ikeda, A. A. (2009) Uma Aplicação da Abordagem de Personificação no Estudo de Imagem de País. BBR Brazilian Business Review, Vol. 6, Núm. 2, pp. 137-153.

Gudjonson, H. (2005). Nation Branding. Journal of Place Branding , Vol 1, pp.283-298.

Hall, S. (2006). A identidade cultural na pós-modernidade, DP&A Editora, 11ª Ed, Rio de Janeiro.

Haynes, R. (1995). The football imagination—the rise of football fanzine culture. London: Ashgate.

Hills, M. (2002). Fan cultures. London: Routledge.

Inskeep, E. (1991). Tourism planning. Van Nostrand Reinhold, Nova York.

Jenkins, H. (2006). Fans, bloggers and gamers: Essays on participatory culture. New York: NYU Press.

Kavaratzis, M. (2005). Place branding: A review of trends and conceptual models. The Marketing Review Vol. 5, Num 4, pp. 329 – 342.

Kotler, P. (1994) Marketing Público. Como Atrair Investimentos, Empresas e Turismo para Cidades, regiões, Estados e Países. São Paulo, Makron Books.

Kotler, P., Gertner, D., Rein, I., Haider, D. (2005). Marketing de Lugares. Como Conquistar Crescimento de Longo Prazo na América Latina e Caribe. Prentice Hall Brasil.

Levy, S; Kotler, P. (1969). Broadneing the Concept of Marketing. Journal of Marketing. Vol. 33, pp. 10-15.

Ndlovu, S.M. (2010) Sports as cultural diplomacy: the 2010 FIFA World Cup in South African foreign policy. Soccer & Society. Vol. 11, Num. 1–2, pp 144–153.

Nielsen, C. (2002). Turismo e Mídia. O Papel da Comunicação na Atividade Turística. São Paulo, Editora Contexto.

Olins, W. (2002). Branding the nation – The historical context. Journal of Brand Management. Vol. 9, Num 4/5. pp. 241.

Portal da Copa. Site do Governo Federal Brasileiro sobre a Copa do Mundo da FIFA 2014. Disponível em http://www.copa2014.gov.br/pt-br. Acesso em 20 de Nov. 2013

Porter, M. (1989). The competitive Advantage of Nations. Simon & Schuster Trade, New York.

Real, M. (2007). Sports online: The newest player in media sport. In A. Raney & J. Bryant (Eds.), Handbook of sports and media. US: Lawrence Erlbaum/Routledge. pp. 171–184.

Santovito, T. (2006). A Copa do Mundo 2006: Megaevento Esportivo como atração turística, instrumento de comunicação e interação entre os povos. Comunicação e Inovação. p 50 – 57.

Shimp, T.; Saeed, S.; Madden, T.J. (1993). Countries and their products: A cognitive structure perspective. Journal of the Academy of Marketing Science, Vol. 21, Num. 4, pp. 323-330.

Shimp, T., Sharma, S. (1987). Consumer ethnocentrism: Construction and validation of the CETSCALE. Journal of Marketing Research, 24(8), 280-289.

Stevens, T.R. (1992). Visitor Attractions: their management and contribution to tourism. Progress in Tourism, Recreation and Hospitality Management. Belhaven, London, pp. 105-113.

Swarbrooke, J. (1995). The Development and Management of Visitor Attractions. Butterworth-Heinemann, Oxford.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review e-ISSN: 2316-932X
Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP, (Brasil). 01504-000